Conheça os efeitos do diabetes sobre a saúde óssea

Diabetes

Que o diabetes mal controlado pode provocar danos a longo prazo a vários órgãos como rins, olhos e membros inferiores, não é nenhuma novidade. Mas além disso, você sabia que a doença também causa consequências aos ossos?

Pessoas diabéticas, principalmente aquelas que estão há mais anos expostas aos efeitos da doença, têm os ossos mais fracos e maiores chances de ter fraturas e desenvolver doenças como osteoporose.

Mas, por que o diabetes prejudica a saúde óssea?

O diabetes é caracterizado pela ausência na produção de insulina ou pela resistência do organismo à sua ação. O que acontece é que a insulina, além de ser um hormônio que regula os níveis de açúcar no sangue, também possui uma função anabólica, ou seja, estimula o desenvolvimento de tecidos em nosso corpo, inclusive dos ossos.

Pacientes com diabetes tipo 1, que não produzem insulina, têm menos densidade mineral óssea e por isso seus ossos são mais “fracos” e eles estão mais sujeitos a complicações ósseas. O diabetes tipo 1 é bastante comum em crianças. Em muitos casos, as crianças com essa doença, na fase de pico de crescimento de massa óssea, acabam tendo um pico menor, o que compromete o seu nível de massa óssea e favorece o surgimento de osteopenia ou osteoporose em idades mais precoces.

Já com os pacientes do diabetes tipo 2, a situação é um pouco diferente. Como o organismo deles resiste à ação da insulina, no início do diabetes o corpo passa a produzir mais insulina para “combater” a resistência. Com isso, essa dose extra de insulina pode aumentar a massa óssea. Mas não é algo positivo, apesar de ficar mais denso, esse osso, em sua constituição, também fica mais frágil e suscetível a danos e doenças.

Como isso ocorre

Ao serem submetidas ao exame de densitometria óssea, que mede a densidade do osso, pessoas diabéticas podem não apresentar nenhuma alteração.

Isto porque o diabetes impacta diretamente no remodelamento ósseo e na matriz de colágeno, ou seja, é a qualidade do osso que é prejudicada e não necessariamente sua densidade. Mesmo tendo uma boa massa óssea, diabéticos podem estar mais expostos ao risco de fraturas e osteoporose do que pessoas não diabéticas.

A causa pela qual o diabetes afeta os ossos não é bem esclarecida para médicos e pesquisadores. Mas há três hipóteses principais:

1- O excesso de açúcar no sangue pode prejudicar a remodelação óssea;
2- Os vasos sanguíneos que suprem os ossos sofrem danos por causa da glicose, assim como ocorre com vasos sanguíneos de outros órgãos;
3 – O acúmulo da molécula chamada “produto final de glicação avançada” (AGE) causa o dano ao osso.

O que fazer

Manter o diabetes controlado desde o início é a chave para evitar danos aos ossos a longo prazo, além disso, deve-se fazer uma avaliação com o nutrólogo para buscar saber se há formas de fortalecer os ossos.

Além disso, certos grupos devem estar mais atentos, como as mulheres-pós menopausa. Elas já estão mais expostas ao risco de ter osteoporose porque a perda de estrogênio também impacta na saúde óssea. Se essa paciente também for diabética, a atenção aos cuidados com a saúde para prevenir problemas ósseos deve ser redobrado.

Artigos mais recentes
Assine a Nutroendo News
Onde estamos

Bom Jesus do Itabapoana

Rua Ten. José Teixeira, 488

Centro | Bom Jesus do Itabapoana

Rio de Janeiro | CEP: 28360-000

AGENDE UMA CONSULTA