Dores sem causa específica? Pode ser obesidade

Dores

Dores crônicas de cabeça, nas costas e nas articulações. Muitas pessoas sofrem cotidianamente com esse tipo de incômodo mesmo sem saber o motivo.

No entanto, o excesso de peso pode ser uma resposta.

Pesquisadores vêm observando já há bastante tempo que existe uma forte associação entre obesidade e dores crônicas (aquelas que duram por mais de três meses). Além do fato de a obesidade propiciar o surgimento de algumas doenças responsáveis pela dor, como artrose, por exemplo, mesmo pessoas acima do peso que não possuem nenhuma doença pré-existente tendem a ser muito mais acometidas por dores crônicas do que pessoas com um índice de massa corporal normal.

Principais dores que a obesidade causa

O excesso de peso pode acometer de várias formas direta e indiretamente e a várias regiões do corpo, por isso existem vários tipo de dor que podem estar sendo causadas ou agravadas pela obesidade, mas as mais recorrentes são:

  • Dores lombares;
  • Dores nas articulações;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculoesqueléticas;

Causas

Como disse, a obesidade afeta de várias e diferentes formas o corpo, então as razões pelas quais ela provoca e agrava dores crônicas também são diversas:

Sobrecarga nas articulações: O excesso de peso causa uma forte pressão sobre as articulações que sustentam o corpo. Principalmente durante um movimento uma atividade de impacto. A sobrecarga sobre a coluna vertebral que também ocorre nesses casos é apontada como uma das responsáveis pelo aparecimento de degenerações e hérnias de disco, que provocam dor.

O excesso de peso também causa dor porque prejudica a performance cardiovascular, reduz a flexibilidade, diminui a força muscular e gera uma mobilidade reduzida. Além de também provocar alterações posturais.

Além disso, o excesso de peso gera uma maior presença de citocinas e liberação de hormônios, que causam um processo inflamatório no organismo. Essa inflamação é responsável por favorecer o surgimento de uma série de dores e doenças. E seria também, segundo pesquisadores, a razão pela qual pessoas obesas têm enxaquecas e dores de cabeça crônicas com maior incidência que pessoas com peso saudável.

Obesidade e dor: o ciclo vicioso

A relação entre obesidade e dores crônicas se torna em muitos casos um ciclo vicioso, pois, o excesso de peso causa dor (direta ou indiretamente) , que tende a limitar os movimentos da pessoa e fazer com que ela se torne mais sedentária. O que, por sua vez, contribui ainda mais para que a obesidade se estabeleça e para que ela ganhe mais peso e com isso, mais dor.

O que fazer

A maior ocorrência de dor crônica em pessoas obesas independe do fator idade. Ou seja, até mesmo pessoas jovens que estão acima do peso podem sofrer com vários tipos de dores crônicas por causa disso.

No entanto, essas dores estão bastante relacionadas com o quão acima do peso a pessoa está. Por isso, quanto maior o IMC, mais chances de sofrer com alguma dor crônica.

O principal a ser feito quanto perceber uma dor crônica persistente sem causa aparente é procurar um médico especialista para verificar se realmente não há uma alteração específica que esteja causando aquela dor.

Se não houver, deve-se então considerar que ela esteja sendo causada pelo excesso de peso. Nesses casos, o melhor é tratar a obesidade!

Procurar um especialista para avaliar suas condições físicas e indicar os melhores tratamentos para perder peso e exercícios físicos possíveis de serem feitos, mesmo sofrendo com dor crônica, é a melhor opção.

Artigos mais recentes
Assine a Nutroendo News
Onde estamos

Bom Jesus do Itabapoana

Rua Ten. José Teixeira, 488

Centro | Bom Jesus do Itabapoana

Rio de Janeiro | CEP: 28360-000

AGENDE UMA CONSULTA