Hipotireoidismo causa colesterol alto

hipotireoidismo

O hipotireoidismo é um dos distúrbios tireoidianos mais comuns. Nele, a glândula tireoide produz menos hormônios que o necessário para o corpo. Isso afeta de diversas formas o nosso organismo, inclusive o nosso colesterol.

Quanto maior for a deficiência de hormônios tireoidianos, maiores serão as alterações no colesterol.

Nesses casos, mesmo a pessoa tendo uma dieta balanceada com ingestão regular de gorduras, o colesterol LDL (“ruim”) aumenta para níveis perigosos por causa da deficiência na tireoide, aumentando também os riscos de doenças cardiovasculares.

Mas, quando esse colesterol alto é fruto de disfunções dos hormônios tiroidianos, é mais fácil fazer os índices dessa gordura voltarem ao normal no organismo, através do tratamento para distúrbio na tireoide.

Por que o hipotireoidismo causa colesterol alto?

O hipotireoidismo causa aumento no colesterol por alguns motivos, entre eles:

  • Os hormônios tireoidianos possuem efeito direto sobre a produção e regulação de gorduras em nosso organismo. Por isso, quando há hipotireoidismo, deficiência na produção de hormônios tireoidianos, o
    colesterol e os triglicérides aumentam.
  • O hipotireoidismo diminui a quantidade de receptores do colesterol LDL no paciente. O que quer dizer que as células do organismo passam a ter mais dificuldade para absorver o colesterol da corrente sanguínea, ajudando os níveis de colesterol a aumentarem.
  • O hipotireoidismo acelera a oxidação do colesterol LDL, isso faz com que mais colesterol se deposite nas paredes dos vasos sanguíneos, causando aterosclerose.

Além disso, o hipotireoidismo também aumenta o risco cardiovascular, pois causa disfunção na camada que reveste o interior dos vasos sanguíneos.

O que fazer

O tratamento para hipotireoidismo com levotiroxina, hormônio sintético da tireoide, costuma ter efeito positivo nos níveis de colesterol. Mas, apesar de o tratamento para hipotireoidismo melhorar o colesterol na maioria dos casos, para algumas pessoas, é preciso tratar também o colesterol alto com medicamentos específicos para essa condição, que devem ser recomendados pelo médico.

Além disso, quem tem hipotireoidismo, além de tratar esse distúrbio deve também fazer uma medição regular dos níveis de colesterol e ter uma alimentação com baixo consumo de gordura. Até mesmo porque o colesterol alto é assintomático é só pode ser diagnosticado através de exames de sangue.

Da mesma forma, é fundamental, em pacientes recém-diagnosticados com colesterol alto, dosarem os hormônios tireoidianos para averiguar se não há nenhuma alteração na função da tireoide. Mesmo quando o paciente não sente os sintomas característicos do hipotireoidismo (que incluem cansaço, queda de cabelo, letargia e ganho de peso moderado), pode ser que ele tenha um hipotireoidismo subclínico, que é quando os sintomas de hipotireoidismo ainda não surgiram, mas os exames de sangue já registram a doença.

Essa recomendação é especialmente válida para mulheres acima dos 50 anos, quando os casos de problemas na tireoide são mais comuns.

Em todo caso, bons hábitos alimentares, que contemplem tanto o bom funcionamento da tireoide quanto a regulação do colesterol, são hábitos essenciais para o tratamento dessas condições associadas. O paciente deve consultar profissionais especialistas para orientá-lo sobre a melhor dieta nesse caso específico.

Artigos mais recentes
Assine a Nutroendo News
Onde estamos

Bom Jesus do Itabapoana

Rua Ten. José Teixeira, 488

Centro | Bom Jesus do Itabapoana

Rio de Janeiro | CEP: 28360-000

AGENDE UMA CONSULTA