Você sabe qual é a função do endocrinologista?

Endocrinologista

A endocrinologia é uma especialidade que existe há pelo menos 200 anos, quando os primeiros médicos e pesquisadores na área começaram a perceber a função das glândulas produtoras de hormônios e o papel fundamental desses hormônios no funcionamento do organismo.

Os hormônios produzidos pela ipófise, tireoide, paratireoides, suprarrenais, adrenais, pâncreas, gônadas e hipotálamo estão o tempo todo agindo em nosso corpo, coordenando e intermediando funções e possibilitando o desenvolvimento de características e capacidades do nosso organismo. Quando há qualquer alteração ou distúrbio na produção desses hormônios, todo o nosso corpo padece.

Por isso a função do endocrinologista é tão importante. Ele é responsável por diagnosticar, examinar, avaliar e tratar doenças relacionadas ao funcionamento dos hormônios e a essas glândulas produtoras de hormônios.

O endocrinologista também trata alterações hormonais em diferentes fases da vida, como por exemplo durante a menopausa e andropausa, que apesar de serem processos naturais, implicam na interrupção na produção de certos hormônios pelo corpo, o que reflete em seu bem-estar e saúde.

Doenças que o endocrinologista diagnostica e trata

As doenças endócrinas e metabólicas (relacionadas à produção de hormônios) são as doenças para as quais o endocrinologista oferece tratamento especializado. Algumas dessas condições e doenças são:

  • Diabetes (tipo 1, 2 e gestacional);
  • Dislipidemia (colesterol e/ou triglicérides alto);
  • Distúrbios tireoidianos (principalmente, hipotireoidismo e hipertireoidismo);
  • Obesidade;
  • Andropausa e menopausa;
  • Síndrome dos ovários policísticos (SOP);
  • Problemas na glândula suprarenal;
  • Endocrinologista e o metabolismo.

Outro aspecto do funcionamento do corpo humano extremamente importante e que cabe ao endocrinologista cuidar é o metabolismo. O metabolismo é como chamamos a série de reações químicas que ocorrem no organismo com o objetivo de suprir nossa necessidade de energia. Essas reações químicas nos garantem a síntese e quebra de biomoléculas e a conversão de moléculas dos nutrientes em energia.

Quando há alterações nessas reações químicas ou na velocidade com que elas ocorrem, surgem as doenças metabólicas. As doenças metabólicas provocam duas principais consequências no organismo:

  • A incapacidade de decompor uma substância, o que provoca o acúmulo de uma substância tóxica no organismo;
  • E a incapacidade de produzir substâncias essenciais.

A realização de exames para investigar essas possíveis doenças e condições também deve ser indicada pelo endocrinologista.

Acompanhamento

Algumas das doenças que o endocrinologista trata, como a obesidade e o diabetes, são crônicas, portanto, não têm cura e exigem tratamento contínuo (medicamentoso e não medicamentoso).

Por isso, em muitos casos, o acompanhamento regular com o endocrinologista deve ser frequente e para a vida toda. O diabetes, por exemplo, dependendo do nível de controle do paciente, pode exigir revisões no tratamento (como a adoção da insulina, etc.). Por isso, não se deve nunca deixar de visitar com regularidade o endocrinologista sem a liberação do mesmo.

Em outros casos, como na menopausa e andropausa, apesar de essas não serem consideradas doenças, o acompanhamento do endocrinologista é muito necessário, pois a parada na produção de hormônios que os corpos feminino e masculino sofrem nessas fases impacta diretamente na saúde do organismo e no bem estar do paciente. Quem deseja passar por essas fases com bem-estar deve estar ciente da necessidade da avaliação e do acompanhamento com o endocrinologista.

Em caso de sintomas de qualquer doença endócrina ou alteração hormonal, converse com seu médico especialista em endocrinologia.

Artigos mais recentes
Assine a Nutroendo News
Onde estamos

Bom Jesus do Itabapoana

Rua Ten. José Teixeira, 488

Centro | Bom Jesus do Itabapoana

Rio de Janeiro | CEP: 28360-000

AGENDE UMA CONSULTA